sábado, 30 de julho de 2022

Ricardo Coutinho, Nego de Guri e o fantasma da inelegibilidade


 O ex-prefeito Nego de Guri fez fez a escolha do seu pré-candidato ao Senado, e optou por Ricardo Coutinho, que por coincidência se encontra inelegível, assim como Nego, diante da deflagração das operações Calvário e Recidiva. 


Nego que tinha pretenções de disputar um mandato de Deputado Estadual, teve seus planos frustrados pelas complicações jurídicas, mesmo motivos que pode tirar Ricardo da corrida por uma cadeira no Senado Federal. 

O resultado das eleições deste ano é fundamental para o grupo oposicionista, pois diante da boa administração da atual gestão, o grupo terá dificuldades em conseguir uma votação expressiva para os seus candidatos. 

Hoje o ex-prefeito se encontra sem mandato eletivo, e diante do fantasma da inelegibilidade, Nego busca uma solução caseira para comandar as oposições na cidade de Teixeira, tentando união e fortalecimento do grupo, pois a difícil batalha contra Wenceslau nas próximas eleições municipais, seria algo ainda mais difícil com nomes como Valone. 

domingo, 24 de julho de 2022

Vereador Josmá bate pino mais uma vez e


Após causar polêmica devido a uma postagem no seu Instagram, onde o vereador patoense Josmá Oliveira afirma “ensine seus filhos a serem homens, antes que seus professores ensinem eles a serem meninas”, a OAB e professores entraram com uma representação junto à Câmara Municipal de Patos, que pode levar a cassação  do mandato do vereador, porém ele bateu pino mais uma vez, e se retratou do que havia afirmado, por meio de postagem nas suas redes sociais tarde deste domingo (22).


Em sua escrita, Josmá demonstra total arrependimento com a afirmação lançada contra os professores, mulheres e classe LGBTQI+, deixando claro que mais uma vez deu a famosa “Batida de Pino”. 





sexta-feira, 22 de julho de 2022

Em retorno à Câmara, Jamerson Ferreira denuncia gastos excessivos com terceirizações na Prefeitura de Patos

 


A sessão desta terça-feira (19) foi marcada por denúncias na Câmara Municipal de Patos, casa Juvenal Lúcio de Sousa. Em meio às discussões sobre temas atuais que envolvem os problemas da cidade de Patos, o vereador Jamerson Ferreira (PSC), voltou a cobrar e questionador o andamento das obras da Alça Sudeste. Questionando o alto valor na execução da obra, o parlamentar alertou para, segundo ele, má qualidade do material usado na reforma.

“Está obra irá apresentar problemas em pouco tempo porque o pavimento está sendo feito de forma incorreto. Não foi feito um estudo de impacto do solo e em pouco tempo estará cheia de buracos. Nós comemoramos o retorno das obras, mas devemos lembrar que serão investidos 6 milhões em recursos públicos”, disse o vereador.

Ainda em sua participação, Jamerson destacou os gastos excessivos com locações de serviços na prefeitura de Patos. Segundo o vereador, “há uma farra das locações na cidade”.

“Ao fim deste mês a prefeitura de Patos estará pagando a empresa que faz a coleta do lixo da cidade a bagatela de R$ 4.900,00 mil em locações aos mesmos quatro caminhões coletores que tem na cidade de Pombal, que, inclusive, foram adquiridos e não locados por aquela cidade, através de emenda do deputado Hugo Motta, filho do prefeito de Patos”, afirmou.

Jamerson denunciou ainda os gastos exacerbados com a contratação de serviços de tapa-buracos mo município executado por uma empresa privada. Segundo ele, já foram gastos mais de um milhão de reais somente para tampar buracos na cidade. Ele solicitou a reativação da Usina Asfáltica do município afim de minimizar os gasto com a terceirização deste serviço.

O parlamentar afirmou que no ano passado, a prefeitura de Patos gastou mais de R$ 10 milhões em serviços terceirizados somente com duas empresas.

Por Assessoria

Advogada Bárbara Lopes, esposa do advogado e professor de Direito, Delmiro Gomes, assume jurídico da pré-candidata Germana Wanderley

 


Germana Wanderley, que disputará uma vaga na Assembleia Legislativa da Paraíba, ganhou um importante reforço para sua equipe jurídica. Trata-se da advogada Bárbara Lopes Gomes, esposa do também advogado e professor de Direito, Delmiro Gomes.

Dr. Delmiro é especialista em direito eleitoral, participou efetivamente das campanhas vitoriosas de Francisca Motta, em 2012, e de Dinaldinho, em 2016, ambas as campanhas para o cargo de prefeito. Bárbara compõe o escritório de Dr. Delmiro e acompanhará de perto a pré -candidata nas eleições deste ano.

Para Germana, além de ter a experiência do professor Delmiro, contar com a promissora advogada Bárbara potencializa a força das mulheres no projeto. “Conheço de perto o trabalho do professor e advogado Dr. Delmiro. Sei da sua experiência e compromisso com a lisura do processo eleitoral. Estou muito feliz em receber Dra. Bárbara em nossa equipe, que é pautada, também, na defesa de mais igualdade para as mulheres”, comentou Germana.

O casal posou para foto oficial juntamente da pré-candidata Germana Wanderley e dos também advogados Alisson Nunes, Fabiana Simões e Jonathan Rocha, que já compõe a equipe jurídica da pré -campanha. (Da esquerda para direita – Fabiana Simões, Jonathan Rocha, Germana Wanderley, Bárbara Lopes e Alisson Nunes)

POR ASSESSORIA

Vereador Josmá Oliveira “Bate Pino” e se retrata em grupo de Whatsapp




Após causar polêmica devido a uma postagem no grupo de Whatsapp: Ponto Crítico, no dia 19 de julho, o vereador patoense Josmá Oliveira votou atrás e se retratou do que havia afirmado, por meio de postagem na tarde desta sexta-feira (22).


Em sua escrita, Josmá demonstra total arrependimento com a afirmação lançada contra o secretário de Saúde Leônidas Dias, deixando claro que deu a famosa “Batida de Pino”. 


O parlamentar escreveu:


“A postagem que fiz neste grupo no dia 20 de julho de 2022 não se referia ao secretário de saúde Leônidas Dias. Caso as minha palavras tenham sido indevidamente compreendidas e causado mal estar na família do secretário peço desculpas, nunca foi minha intenção ferir a honra de ninguém. Sou amigo do secretário Leonidas, no qual sempre me respeitou e me atendeu muito bem, onde somos sempre recíproco”.


A “batida de pino” contraria sua primeira postagem quando disse no mesmo grupo que o motivo de não haver câmeras de segurança na área vermelha da UPA do Campo da Liga, seria relacionado a algumas práticas contraditórias com a postura do secretário de saúde, dentro daquela casa de saúde, conforme cópia ilustrada nesta postagem.


A polêmica causou repercussão massiva nos meios de imprensa, sendo mais uma atitude vista como exagerada e equivocada do parlamentar que já está sendo alvo de investigação na própria Câmara de Vereadores de Patos em razão de episódio ocorrido na UPA do Campo da Liga quando o mesmo entrou na área vermelha sem autorização do serviço, de modo a causar constrangimento para pacientes e servidores da saúde.

terça-feira, 22 de fevereiro de 2022

Vereador Sargento Patrian diz durante entrevista que a PM não está de greve, mas se recusa a fazer hora extra


 O vereador patoense, mais conhecido como sargento Patrian, falou nesse último sábado (23) para o programa Participação Popular, da rádio Morada do Sol, e na oportunidade comentou sobre a situação gerada essa semana entre as forças policiais e o Governo do Estado da Paraíba.

Patrian criticou a postura do Governo do Estado em retirar alguns ganhos da Polícia Militar, e culpou o governador João Azevedo, dizendo que o mesmo não valoriza a categoria.

Ele também citou alguns benefícios que a Polícia Penal tem, e que os policiais militares também deveriam ter. Patrian ainda alertou que a Polícia Militar se arrisca muito mais e não ganha o suficiente para ter uma vida digna.

Resposta à onda de crimes em Patos

Nessa mesma entrevista, o vereador Sargento Patrian comentou que as operações realizadas na sexta e sábado, dias 21 e 22 de janeiro, foram maquiadas e não correspondem à realidade, tendo em vista que os policias que participaram pertencem a guarnições de cidade vizinhas a Patos.

Ainda sobre o tema das reivindicações da PM, Sargento Patrian disse que os policiais militares precisam fazer hora extra para complementar seus salários, e afirmou que não está existindo greve da PM em Patos, mas que apenas os policiais deixaram de fazer as horas extras, que segundo ele não compensa para a categoria. Portanto, essa é mais uma cobrança ao Governo do Estado.

Ouça mais detalhes no áudio que segue.

Patosonline.com

Vereador Jamerson Ferreira garante que audiência pública sobre violência vai gerar resultados junto ao Governo do Estado


 O vereador patoense, Jamerson Ferreira, falou para a imprensa patoense que a audiência pública ocorrida na última terça-feira (15) foi importante para fazer valer o clamor da população, que segundo ele, já não aguenta mais tanta violência na cidade de Patos, e também em todo o estado.

Também ressaltou como importante a presença de representantes estaduais e municipais, dos vários segmentos que compõem a socidade, na tentativa de discutir e buscar soluções para os problemas relacionados à violência.

Jamerson ainda frisou que o resultado da audiência chegará ao governador João Azevedo, e que as colocações da sociedade organizada em nível de estado, devem ser levadas em consideração.

Ouça mais detalhes no áudio que segue.

Vereador Jamerson Ferreira (Audiência Pública Segurança) – Áudio: Adilton Dias

Matéria por Patosonline.com

Áudio: Adilton Dias